Toda a solidariedade com os companheiros do Paraguai!

11008878_654180644728565_1868508063_n

A repressão e a criminalização dos movimentos sindicais, naturalmente daqueles que não abrem mão da luta dos direitos dos seus associados, têm vindo a intensificar-se um pouco por todo o mundo. No Paraguai, 11 estivadores ainda estão detidos por se oporem ao despedimento de 200 companheiros de profissão, correndo o risco de serem condenados a penas que podem atingir os seis anos de prisão.

Face a esta lógica, uma delegação do IDC – Internacional Dockworkers Council, que integrava o seu Presidente mundial, deslocou-se no início deste mês ao Paraguai e alcançou, juntamente com as organizações sindicais locais, um acordo histórico que prevê a abertura de uma ronda negocial para articular um novo acordo colectivo de trabalho, a reintegração dos 200 trabalhadores despedidos e a libertação dos 11 estivadores detidos.

Em Portugal, solidários com a luta dos nossos companheiros, deslocamo-nos esta semana à embaixada do Paraguai para fazer coro com as reivindicações que o IDC negociou e acordou com o governo paraguaio e obtivemos do seu Embaixador em Lisboa, Julio Enrique Mineur De Witte, o compromisso de que iria contactar o seu governo através do respectivo Ministro do Trabalho, no sentido de que sejam alcançadas rapidamente soluções justas que permitam o direito ao trabalho e a libertação imediata e definitiva dos estivadores do Paraguai em causa, tal como acordado com o IDC, a organização mundial de estivadores que nos representa dos dois lados do Atlântico.

Nunca más volveremos a caminar solos!

Advertisements