TODOS POR TODOS, voltamos às ruas contra a precariedade (III)

CARTAZ1_COOK

Os Estivadores de Lisboa conquistaram um acordo importante, mas não só ainda não saiu do papel como ainda não abrange todos os outros estivadores espalhados pelo país. De Leixões a Sines, de Aveiro à Figueira da Foz, de Setúbal às Regiões Autónomas, queremos que para trabalho igual o salário seja igual, que se respeitem os direitos de associação política e sindical, que os trabalhadores portuários se vejam definitivamente livres da precariedade e da instabilidade laboral.
Como sempre afirmamos sobre a natureza deste conflito, as suas raízes são comuns e as suas consequências tocam todos os sectores do trabalho. Por isso e porque só assim podemos continuar a vencer, queremos que a Manifestação Contra a Precariedade seja um marco na luta contra as vidas a prazo, sem segurança, com salários de miséria e sem dignidade. Queremos que as 35 horas de trabalho por semana sejam definitivamente uma realidade e que o desemprego deixe a ser encarado como uma inevitabilidade.
 
Advertisements

1 thought on “TODOS POR TODOS, voltamos às ruas contra a precariedade (III)”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s